1. Diseño y Comunicación >
  2. Publicaciones DC >
  3. Actas de Diseño Nº1 >
  4. O CAD como ferramenta de estudo no Curso Superior em Estilismo em Moda da Faculdade Marista de Fortaleza

O CAD como ferramenta de estudo no Curso Superior em Estilismo em Moda da Faculdade Marista de Fortaleza

Mourão, Fabiola

Actas de Diseño Nº1

Actas de Diseño Nº1

ISSN: 1850-2032

I Encuentro Latinoamericano de Diseño "Diseño en Palermo" Comunicaciones Académicas, Agosto 2006, Buenos Aires, Argentina

Año I, Vol. 1, Agosto 2006, Buenos Aires, Argentina. | 265 páginas

descargar PDF ver índice de la publicación

Ver todos los libros de la publicación

compartir en Facebook


Licencia Creative Commons Esta obra está bajo una Licencia Creative Commons Atribución-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional

Introdução

O Trabalho apresentado descreve desde a aquisição do sistema até as etapas desenvolvidas durante o eixo temático Modelagem Informatizada da Faculdade Marista de Fortaleza, que consta de 80 horas, sendo 40 horas de Modelagem Plana Masculina e 40 horas de Modelagem Informatizada.

A motivação para este trabalho foi descrever todo o processo de desenvolvimento de peças do vestuário, com a utilização do CAD como ferramenta de modela gem otimizada e eficaz, além da inovação e atualização tecnológica.

O sistema foi adquirido na Faculdade Marista de Fortaleza especialmente para otimizar os processos de um atelier de modelagem, ampliação e encaixe, proporcionando a faculdade atender as exigências de um novo mercado, simultaneamente ligado ao mundo da moda, visto que o perfil deste aluno está dentro do padrão atual.

O perfil que as empresas buscam é de uma pessoa arrojada e inovadora. Alguém muito bem preparado que tenha atitude e que não tema desafios para que o mesmo possa criar peças do vestuário diretamente na tela e ainda fazer adaptação de modelos em bases pré-existentes o que garante uma maior produtividade e uma maior qualidade no processo e no produto final.

Neste trabalho de princípio é feita uma descrição do que é desenvolvido em sala de aula utilizando-se o Sistema Audaces.

A didática utilizada para o desenvolvimento desta competência é feita de forma dinâmica e criativa fazendo com que o aluno busque conhecer e superar limites, através de exercícios e aulas teóricas. Posteriormente é feita uma descrição das melhorias que se deu nas indústrias de confecção através da aquisição de um sistema CAD, cujo objetivo principal é fazer um parâmetro entre o processo manual e o processo automatizado.

Desenvolvimento Este Eixo foi desenvolvido seguindo um cronograma com atividades a serem desempenhadas propiciando ao aluno um crescente conhecimento para respaldar o perfil proposto inicialmente, conforme descrito abaixo: No eixo temático Modelagem Masculina é ensinado ao aluno, tirar medidas do corpo humano usando e entendendo a antropometria para criar sua própria tabela de medidas. Também são traçadas peças básicas do vestuário que depois são acrescidas de margens de costura e graduadas.

Finalizado este processo dá-se início uma familiarização com o CAD que na Faculdade Marista o sistema escolhido foi o Audaces. Nesta etapa do processo é feita demonstração do sistema e de suas ferramentas.

Na modelagem é utilizado é Audaces Moldes, o programa proporciona um trabalho em escala real através da entrada de dados via mouse, teclado e mesa digitalizadora com a possibilidade de refazer qualquer comando sem danificar as peças originais, aumentando de modo significativo à produtividade de um modelista.

Nesta digitalização de bases é onde o aluno começa a assimilar o processo de digitalização, para posteriormente iniciar o processo de preparação de base onde se é acrescido margem de costura, definido posicionamento de fio, edição de peças, tabelas de tamanhos e graduação (escalonamento).

Depois é feita nova digitalização de base e é disponibilizado para o aluno uma ficha técnica e um exercício onde constam todas as medidas necessárias para a realização de adaptação de bases, dá-se início a modificação de base via écran.

O aluno deverá seguir a ficha técnica e as orientações contidas no exercício para executar as modificações e criar as novas bases.

As próximas adaptações de modelos seguem os mesmo critérios, sendo que aqueles mais adiantados criam seus croquis e trabalham a partir de uma base existente para desenvolver o modelo da sua criação.

Como disse Mário Araújo “uma vez que os moldes entrem na memória do computador e aí fiquem armazenados, podem ser chamados para o écran e examinados, alterados, guardados ou incorporados no risco, sem que haja necessidade de os desenhar ou traçar novamente”.

Terminado este processo inicia-se um estudo dos tipos de tecidos, tipos de modelagens, tipos de enfestos, tudo isso para dar um reforço de conhecimentos para a utilização do programa Audaces Encaixe, o que proporciona a criação de vários encaixes para a escolha da melhor eficiência, havendo assim uma redução de horas significativas e uma visualização de toda a extensão da mesa no écran, o que possibilita ao aluno a manipulação de todas as peças constantes no encaixe, após a realização do encaixe o mesmo será impresso em tamanho real através de periféricos de saída de dados que é o ploter ou em tamanho reduzido através da impressora.

No processo de modelagem hoje, um modelista consegue criar diretamente na tela uma média de seis a nove modelos complexos prontos (digitalização até a graduação) para plotagem por dia, já no processo manual esta produtividade cairia para no máximo quatro por modelista dependendo da grade de tamanhos (34 ao 44).

No encaixe existe hoje o encaixe automático para tecido plano, sua eficiência é enorme comparada ao processo manual.

Conclusão Durante todo o processo de aprendizado houve uma preocupação em aliar teoria e prática, visando aprofundar os conhecimentos transmitidos no decorrer do Eixo Temático.

Foi utilizada tarefa de aula, exercícios de fixação e fichas técnicas para que o aluno assimilasse de forma prática a dinâmica utilizada pelas empresas de confecção no setor de modelagem informatizada.

Através de avaliações constantes foi possível se fazer algumas modificações e algumas adaptações para melhorar à dinâmica das aulas, havendo ainda uma análise detalhada do desenvolvimento dos alunos, vale ressaltar que aqueles que demonstravam um maior interesse pela modelagem obtiveram uma maior facilidade de aprendizado.

Findado o período do Eixo Temático é notório o aproveitamento dos alunos, o que é mais um diferencial para lhes respaldar para enfrentar de forma mais tranqüila os desafios advindos de sua profissão.

Rerefências APRENDIZADO e inovação local: Obstáculos e oportunidades da indústrias nordestina de confecções. Fortaleza: Banco do Nordeste,1999.43p.(Estudos Setoriais,2) HARARI,Daniel. A tecnologia: uma arma estratégica para a competitividade. Lectra Mag,S.1.,v.1.,p.3,2001 SEGENREICH, Solly A. O papel do CAD / CAM na indústria de confecção. Costura Perfeita, São Paulo, v.2, n.6, p.38-40, out.2000.


O CAD como ferramenta de estudo no Curso Superior em Estilismo em Moda da Faculdade Marista de Fortaleza fue publicado de la página 241 a página242 en Actas de Diseño Nº1

ver detalle e índice del libro