1. Diseño y Comunicación >
  2. Publicaciones DC >
  3. Actas de Diseño Nº1 >
  4. Moda e imagem: Para além do vestuário

Moda e imagem: Para além do vestuário

Dos Santos Duarte Pinto, Syomara

Actas de Diseño Nº1

Actas de Diseño Nº1

ISSN: 1850-2032

I Encuentro Latinoamericano de Diseño "Diseño en Palermo" Comunicaciones Académicas, Agosto 2006, Buenos Aires, Argentina

Año I, Vol. 1, Agosto 2006, Buenos Aires, Argentina. | 265 páginas

descargar PDF ver índice de la publicación

Ver todos los libros de la publicación

compartir en Facebook


Licencia Creative Commons Esta obra está bajo una Licencia Creative Commons Atribución-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional

Este trabalho é parte da dissertação resultante de um projeto de pesquisa de mestrado. Tem como objetivo apresentar uma evolução da estética da moda a partir da industrialização, o que influenciou outros campos de atuação como o design, a arquitetura e o urbanismo.

A moda desde à época medieval possuía características de diferenciação, especialmente das classes com maior poder e riqueza em relação às classe menos favorecidas.

Os processos e adventos surgidos a partir revolução industrial incrementaram a sociedade em relação à comunicação, aos meios de transporte e à tecnologia da construção. Apoiados pela indústria proporcionaram um salto nas relações sociais e na ocupação dos espaços, estimulando o viver em núcleos urbanos. Tal industrialização proporcionou também o desenvolvimento da indústria do vestuário. Logo em seguida a este advento surgiu na França um grupo exclusivo praticando a moda em alto estilo, denominado alta costura, o que com seus padrões elevados foi mais um campo de diferenciação da moda em sua história. A inspiração da alta costura para a confecção industrializada proporcionou o surgimento de estéticas que influenciaram também as estratégias de exposição de produtos e a publicidade, bem como as grandes lojas e galerias. Desse modo, os dois adventos, a moda industrializada e a moda exclusiva das grandes maisons inauguram um ciclo de substituições estéticas que alimentou por décadas o sitema da moda, fazendo com que essas novidades, surgidas das constantes substituições, influenciassem não apenas o setor de vestuário, fazendo com que outros setores, conscientes ou não, substituíssem seus produtos, baseados num obsoletismo que talvez nem existisse, mas que foi instituído a partir do momento em que se criava “o novo modelo”. Essa substituição hoje faz parte não apenas nos setores ligados à moda, mas o design se vale dela para o lançamento das novidades e a arquitetura corporativa, com museus, lojas e bancos, apura seu senso estético e de comunicação e a cidade ganha ares renovados a cada surgimento de fachadas refeitas, contribuindo para o surgimento de uma moda urbana.


Moda e imagem: Para além do vestuário fue publicado de la página 88 a página88 en Actas de Diseño Nº1

ver detalle e índice del libro